O valor da amizade para a educação socioemocional

Muitas vezes, podemos levar os […]

29/03/2021

Muitas vezes, podemos levar os nossos relacionamentos no modo automático. Você já se percebeu fazendo isso? Podem ser aqueles em que há muita convivência, e acabam entrando no ritmo da rotina; ou até mesmo as outras relações, cujos encontros são menos frequentes.

A valorização das pessoas que nos cercam deve ser como um treinamento, ou seja, deve ser feita de forma constante, para que cada relacionamento se desenvolva com propósito, e a análise de cada interação possa demonstrar aspectos a serem melhorados. E isso deve começar desde a infância!

Tudo isso porque amigos são como tesouros, que nós devemos guardar e proteger; não porque devem ser apenas nossos, mas porque são valiosos para o nosso dia a dia. Por isso, proponha essa pergunta a uma criança: você é capaz de descobrir os seus tesouros?

Para que ela possa responder, estabeleça o seguinte exercício:

  1. Escolha quatro amigos. Podem ser da sua sala, da escola, do bairro etc.
  2. Escreva por que essas pessoas são valiosas para você.
  3. Aponte as evidências do valor que eles têm para você.

Para facilitar, você pode montar uma tabela deste modelo:

Além de fortalecer os laços de amizade, esse treinamento desenvolve uma consciência social, em que se reconhece as características dos outros e torna possível a descoberta de como se relacionar cada vez melhor com as pessoas e agir de forma colaborativa. Também desenvolve a empatia, uma vez que, ao refletir sobre o valor de alguém, você se coloca no lugar dessa pessoa, nem que seja por um instante.

Se você gostou desse exercício e quer colocar em prática com a(s) criança(s) pela(s) qual(quais) você é responsável ou dividir com seus colegas, compartilhe os resultados usando a hashtag #CrescemosNoNovoMundo nas redes sociais.

Telefones
  • 0800 772 1041